SEM GRILHETAS NEM SENSURA

SEM GRILHETAS NEM SENSURA

NOTA:

NESTE BLOGUE, todos os títulos possuem hiperligação relacionada no YOUTUBE.

AOS AMANTES DO CONHECIMENTO E DA VERDADE OBJECTIVA

A TODOS AQUELES QUE GOSTAM DE VER E DE SABER PARA ALÉM DA SUBJECTIVIDADE E DA VERDADE OCULTA.

PESQUISAR NESTE BLOGUE

PORTAL DE AGOSTINHO DA SILVA

PORTAL DE AGOSTINHO DA SILVA
O FILOSOFO DE PORTUGAL

terça-feira, 13 de julho de 2010

EL CID O CAMPEADOR

Patriota espanhol nascido em Vivar, perto de Burgos, herói da luta contra os mouros, filho de um fidalgo da corte de Castela, foi levado para a corte de Fernando I

quando Sancho II de Castela, príncipe herdeiro e seu amigo de infância assumiu o trono e o nomeou comandante das tropas reais, cargo que empreendeu numa campanha vitoriosa contra o reino mourisco de al-Muqtadir.
Depois ajudou o rei na luta contra os irmãos pela unificação do reino. Com a morte do seu amigo e rei Sancho, subiu ao trono Afonso VI, que desconfiado da sua lealdade condenou-o ao exílio e o herói passou a servir a dinastia mourisca de Saragoça.
Com a invasão da Espanha pelos Almorávidas (1086), foi chamado de volta por Afonso VI, mas preferiu lutar pelo reino de Valência, à frente da qual se tornou magistrado supremo de mouros e cristãos.
Morreu em Valência tendo deixado uma lenda em torno do seu nome, tornando-se o enredo do maior poema épico da literatura espanhola,  “Cantar de mío Cid” (1410), de autoria desconhecida.
Foi um herói que lutou contra o seu próprio rei para defender a liberdade e que combateu corajosamente os mouros e venceu todas as batalhas até libertar Valência.

Sem comentários: