SEM GRILHETAS NEM SENSURA

SEM GRILHETAS NEM SENSURA

NOTA:

NESTE BLOGUE, todos os títulos possuem hiperligação relacionada no YOUTUBE.

AOS AMANTES DO CONHECIMENTO E DA VERDADE OBJECTIVA

A TODOS AQUELES QUE GOSTAM DE VER E DE SABER PARA ALÉM DA SUBJECTIVIDADE E DA VERDADE OCULTA.

PESQUISAR NESTE BLOGUE

PORTAL DE AGOSTINHO DA SILVA

PORTAL DE AGOSTINHO DA SILVA
O FILOSOFO DE PORTUGAL

terça-feira, 29 de março de 2011

BLACKBEARD THE PIRATE



Barba Negra, em inglês, Blackbeard, nascido com o nome de Edward Teach, foi um dos mais notórios piratas que se tornou numa figura lendária do folclore norte-americano.


O seu reinado de terror durou apenas dois anos (1716 a 1718), mas Blackbeard deixou um grande impacto sobre a imaginação popular que no seu tempo ficou conhecido como a “Era Dourada da Pirataria”.  O seu o nome verdadeiro, Edward Teach que se supõe ter nascido em Bristol, embora não existam dados fiáveis da sua infância e juventude. Alguns relatórios afirmam que teve 14 mulheres, não havendo também documentação cabal que o prove.  Sabe-se que a sua última mulher foi Mary Ormond, uma nativa de Bath, na Carolina do Norte.


Impressionando com a sua altura à qual acrescentou uma imagem diabólica, ele aparecia usando na cabeça um tricórnio com penas, espectacular e exibia-se armado com várias espadas, facas e um conjunto de três armas de diferentes calibres.  Para piorar o seu diabólico aspecto, em combate, colocava na barba rastilhos de canhão acesos que pendiam como enfeites fumegantes e, sobre o tricórnio, uma vela acesa. Aqueles que o viram lutar e sobreviveram, disseram que era como o diabo,  com o seu terrível olhar e uma nuvem de fumo em torno da cabeça.  Nesse sentido, foi um dos que soube usar a imagem personalizada, pelo terror.


Teach começou muito jovem como marinheiro, nos anos da Guerra da Sucessão Espanhola (1700-1713) viajou em navios piratas pelas águas do Caribe, perto da Jamaica.  Juntou-se à tripulação pirata britânico Hornigold Benjamin, que se aposentou em 1716, aproveitando a amnistia do reino inglês - Jorge I (1714/27) -  para piratas que tinham sido corsários.


A primeira acção conhecida, como pirata, está datada de 1716. No ano seguinte, ele converteu um navio mercante francês que capturou, num poderoso vaso de guerra de 40 canhões, foi então que surgiu o navio "Queen Anne's Revenge", que logo começou a ficar notório pelas suas acções ao longo da Virgínia,  Carolina do Norte e nas costas do Mar do Caribe. A Sua táctica favorita era a de perseguir os navios mercantes e empurrá-los para os canais de baixios, de navegação perigosa, que ele conhecia bem, encontrá-los e tomar posse de todos os valores, alimentos, bebidas e armas. Com este procedimento, treinou os seus homens a capturarem navios encalhados, pela abordagem.


Derrotou o navio de guerra da Royal Navy Scarborough,  que estava armado com 30 canhões,  devido à poderosa frota capturada, que trouxe da costa atlântica da América do Norte. O pirata Barba Negra estabeleceu vários abrigos, nas Bahamas, na Carolina do Sul e na Carolina do Norte, cujo governador Charles Éden era pago, subornado regularmente em troca da impunidade.


O Seu acto mais notório foi o bloqueio do porto de Charleston por uma semana, roubando navios que entravam e saíam.  Barba Negra - Teach - capturava reféns valiosos e exigia resgates, na forma de tesouros, suprimentos e até mesmo um baú cheio de medicamentos para tratamento da tripulação. Logo após, ao tentar entrar a baía de Old Topsail na Carolina do Norte, o Queen Anne's Revenge encalhou e foi abandonado, juntamente com outro navio apreendido, o Adventure, por volta de 1718.


Os mercadores do Atlântico perderam a paciência com os malefícios de Barba Negra e procuraram ajuda do governador da Virgínia, que enviou em busca dois saveiros bem armados, comandada pelo Tenente inglês Robert Maynard.


Seis meses depois, a 22 de Novembro de 1718, o pirata seria morto pelo oficial da marinha real inglesa, Tenente Robert Maynard, durante um combate desesperado, Teach foi baleado cinco vezes e sofreu vários golpes de espada antes de cair.  
Maynard retornou a terra com os prisioneiros sobreviventes e com um troféu macabro: a cabeça decepada de Barba Negra, presa ao mastro principal.


Maynard colocou a cabeça de Barba Negra no pátio da guarnição de Hampton.


Apesar da exuberância que ganhou o seu apelido, o aspecto mais enigmático da lenda de Barba Negra é o seu grande tesouro que teria sido enterrado e que nunca foi encontrado. O navio de Barba Negra, "Queen Anne's Revenge" naufragado foi encontrado em 1996 no litoral da Flórida, a uma profundidade aproximada de 10 metros com vários outros artefactos do navio que foram resgatados, recuperados e conservados.