SEM GRILHETAS NEM SENSURA

SEM GRILHETAS NEM SENSURA

NOTA:

NESTE BLOGUE, todos os títulos possuem hiperligação relacionada no YOUTUBE.

AOS AMANTES DO CONHECIMENTO E DA VERDADE OBJECTIVA

A TODOS AQUELES QUE GOSTAM DE VER E DE SABER PARA ALÉM DA SUBJECTIVIDADE E DA VERDADE OCULTA.

PESQUISAR NESTE BLOGUE

PORTAL DE AGOSTINHO DA SILVA

PORTAL DE AGOSTINHO DA SILVA
O FILOSOFO DE PORTUGAL

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

O HOMEM VITRUVIANO

CLICAR NO TÍTULO ACIMA
O homem vitruviano  (ou homem de Vitrúvio) é um conceito apresentado na obra "Os dez livros da Arquitectura", escrita pelo arquitecto romano Marco Vitruvio Polião, do qual o conceito herda do seu nome. Tal conceito é considerado uma regra das proporções do corpo humano, segundo um determinado raciocínio matemático e baseando-se, em parte, na divina proporção. Desta forma, o homem descrito por Vitrúvio apresenta-se como um modelo ideal para o ser humano, cujas proporções são perfeitas, segundo o ideal clássico de beleza.

Originalmente, Vitrúvio apresentou a regra tanto de forma textual, descrevendo cada proporção e as suas relações, quanto através de desenhos. Porém, à medida que os documentos originais se perdiam e a obra passava a ser copiada durante a Idade Média, a descrição gráfica perdeu-se. Desta forma, com a redescoberta dos textos clássicos durante o Renascimento, uma série de artistas,  arquitectos e tratadistas dispuseram-se a interpretar os textos vitruvianos a fim de produzir novas representações gráficas. Dentre elas, a mais famosa, hoje difundida é a de Leonardo da Vinci.

Leonardo di ser Piero da Vinci, nasceu em Vinci a 15 de Abril de 1452  e faleceu em Amboise a 2 de Maio de 1519, foi um polímata italiano, Actuou em diversas áreas, como pintor,  escultor,  arquitecto, engenheiro,  matemático, fisiólogo,  químico,  botânico, geólogo,  cartógrafo,  físico, mecânico,  inventor,  anatomista, escritor, poeta e músico uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento: 

Renascimento, Renascença ou Renascentismo são os termos usados para identificar o período da História da Europa aproximadamente entre fins do século XIII e meados do século XVII, mas os estudiosos não chegaram a um consenso sobre essa cronologia, havendo variações consideráveis nas datas conforme o conceito histórico do autor. A noção de Renascimento como hoje o entendemos surgiu a partir da publicação do livro de Jacob Burckhardt:

A cultura do Renascimento na Itália  (1867), onde ele definia o período como uma época de "descoberta do mundo e do homem", seja como for, o período que foi marcado por transformações em muitas áreas da vida humana, que assinalam o final da Idade Média e o início da Idade Moderna.





Assinatura de Leonardo da Vinci

Sem comentários: